Desenvolvimento de exercícios educacionais multidisciplinares on-line

A janela do nosso blogue fica aberta a todos quantos queiram participar na preparação do teste.

Relembro os conteúdos fundamentais:

  • Texto narrativo;
  • Categorias da narrativa;
  • Estudo do verbo (a partir da síntese que resolveram);
  • Sintaxe do verbo “haver”;
  • Recursos expressivos;
  • Modos de apresentação do discurso;
  • Análise morfológica;
  • Análise sintáctica e classificações de orações.

Depois da Festa das Cruzes, supreendam as vossas mães!
Um bom fim-de-semana.

Abrimos aqui mais uma janela para possíveis dúvidas que possam surgir durante a preparação para o teste de Língua Portuguesa.

*Compreender as cenas e caracterizar as personagens do Auto da Barca do Inferno;
* Conhecer aspectos biobibliográficos;
*Conhecer a génese e função do teatro vicentino (moralizar, ensinar…);
*Distinguir a estrutura interna e externa do texto dramático;
*Dominar um amplo campo lexical de termos relacionados com o teatro;
*Dominar as características do Auto: temática; encenação e percurso cénico; personagens (tipo, alegóricas, figurantes);
*Compreender e entender excertos do Auto;
*Identificar e explicar os argumentos de defesa e acusação das personagens;
*Entender e identificar os tipos de cómico;
*Dominar os processos de evolução da língua (fenómenos fonéticos e processos de renovação da língua);
* analisar morfológica (atenção às conjunções e locuções conjuncionais, advérbios) e sintacticamente (especial atenção às subordinadas temporais, causais, relativas, concessivas, comparativas, condicionais, consecutivas, finais e relativas);
*Conhecer a relação entre palavras;
*Produzir textos de opinião (fazendo uso de técnicas de argumentação)  e redigir uma carta de reclamação obedecendo aos aspectos formais e de conteúdo.

Boa sorte para o teste intermédio de matemática. Provavelmente já não é novidade, mas mesmo assim deixo aqui uma ligação que pode ser útil.

Boa sorte!

Sugiro, então, alguns exercícios sobre “Os Lusíadas”.

Creio que nesta fase do vosso estudo será uma altura crucial para testarem os vossos conhecimentos. Por isso optei por este tipo de exercício.

Preparação para o teste

30 Janeiro 2009

Abrimos aqui mais uma janela para possíveis dúvidas que possam surgir durante a preparação para o teste de Língua Portuguesa.

*Compreender os episódios: “Inês de Castro”; “Batalha de Aljubarrota”, “Despedidas de Belém”; “Adamastor”; “Tempestade”; “Chegada à Índia”;
*definir a acção central destes episódios de Os Lusíadas;
*
identificar e explicar recursos estilísticos e a sua expressividade (metáfora, aliteração, eufemismo, comparação, hipérbole, hipálage, personificação, sinédoque, perífrase);
*identificar
os planos da acção (História de Portugal, Deuses, Viagem; considerações do poeta);
*
Distinguir o valor do emprego do pretérito perfeito e imperfeito (p. 225 e 291);
*
analisar morfológica (atenção às conjunções e locuções conjuncionais) e sintacticamente (especial atenção às subordinadas temporais, causais, relativas, concessivas, comparativas, condicionais, consecutivas, finais e relativas);

* distinguir o pronome relativo;
*
produzir textos de opinião / descrição.

1.1. A situação inicial tem lugar cinco dias depois da partida da armada da Baía de Santa Helena.

1.2. Situação incial: (…) “cortando/ os mares nunca de outrem navegados; Prosperamente os ventos assoprando (…) estando descuidados”. Elemento perturbador: ” Quando hua nuvem (…) os ares escurece.

1.2.1. O emprego do gerúndio “assoprando /estando/vigiando” seguido do presente do indicativo “escurece/aparece sugere a duração de uma situação anterior subitamente interrompida.

2.1. Adjectivação expressiva: “tão temerosa vinha a nuvem” (hipálage); oração consecutiva: “que pôs nos corações um grande medo”; aliteração do som /r/: bramido o negro mar de longe brada; Apóstrofe: “Ó Potestade (…) sublimada; Frase interrogativa: “que ameaço divino ou que segredo/ Este clima e este mar nos apresenta”.

3.1. É uma personagem imaginária, mitológica; simbólica.

3.1.1. A expressão utilizada para nomear “hua figura” é disso comprovativa.

3.2. “Figura robusta e válida -; rosto carregado/ barba esquálida/ olhos encovados/ boca negra/ dentes amarelos; postura medonha e má e a cor terrena e pálida; disforme e grandíssima estatura” (superlativo absoluto sintéctico).

3.3. São correctas as seguintes opções: acentuar as dimensões extraordinárias da personagem, tornar clara a estatura e magnitude da entidade descrita e tornar mais concreta aos olhos do narratário essa figura.

3.3.1. São opções correctas as duas seguintes: o narrador é autodiegético; o narrador está face ao narratário.

4.1. Este episódio insere-se no Canto V da Obra, ou seja, no seu canto central. Além disso, o episódio integra a parte central do canto, qu etem no total de 100 estâncias.

4.2. Este é um episódio simbólico (a este respeito consultem os apontamentos).

4.3. Este episódio insere-se no plano da viagem.

Qualquer dúvida com a correcção, deixem um comentário.