O que foi 2011

1 Janeiro 2012

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2011 deste blog.

Aqui está um excerto:

A sala de concertos da Ópera de Sydney tem uma capacidade de 2.700 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 42.000 vezes em 2011. Se fosse a sala de concertos, eram precisos 16 concertos egostados para sentar essas pessoas todas.

Clique aqui para ver o relatório completo

Reler

14 Agosto 2009

As férias permitem-nos justamente dispor de mais tempo para as coisas que realmente amamos.

Entre as coisas boas e necessárias à vida, a leitura ocupará certamente um lugar destaque.

Talvez há vinte anos, li um dos livros que me marcou profundamente. Hoje tropeçei nele e tinha lá sublinhado a seguinte frase:

“Vivendo se aprende; mas o que se aprende, mais, é só a fazer outras maiores perguntas”

João Guimarães Rosa, Grande Sertão: Veredas.

Pensar

13 Agosto 2009

“…É necessário sair da ilha para ver a ilha, que não nos vemos se não saímos de nós…”

José Saramago, O conto da Ilha desconhecida.

Yann Arthus-Bertrand

19 Julho 2009

Conhecem este nome? Certamente que sim! Valerá a pena conhecer um pouco mais da sua obra.

Partilho esta magnífica história publicada hoje no Público.

View this document on Scribd

Avaliação

14 Junho 2009

Há três anos iniciámos uma caminhada que agora termina. Quando olho para trás, recordo as caras de todos, ainda muito meninos e meninas na expectativa do que lhes reservava o novo professor de Língua Portuguesa.

Como vos disse logo nas primeiras aulas, estávamos a começar uma maratona e que precisaríamos de muito treino para conseguir atingir os nosso objectivos.
Recordam-se da primeira vez que vos falei do blogue? Certamente que sim!

Nessa altura falei-vos do projecto de criarmos um blogue.
Eis que chegamos ao momento de cada um de nós se pronunciar – com sinceridade –  acerca dos contributos deste projecto.

Cada um de vós deve falar livremente. Sugiro, entretanto, alguns tópicos:

  • O que aprendi?
  • Aprendi só Língua Portuguesa?
  • Que outras aprendizagens / competência desenvolvi graças ao blogue?
  • Qual foi a minha maior aprendizagem?
  • O que poderia ter funcionado melhor?
  • Três palavras que caracterizam o meu trabalho no blogue.

Gostava ainda que reflectissem no seguinte:

  • Pensas que te ajudou para o futuro? Se sim, em quê?
  • Consideras que um projecto deste género seria importante no 10.º ano?
  • Tens sugestões para outro tipo de trabalho, também com tecnologias, para o 10.º ano?

Estes são apenas alguns tópicos para estruturares o teu texto. Como sabes, nada te pode impedir de dizer o que pensas, o que sentes acerca deste projecto. Por favor, expressa com sinceridade a tua opinião.


“A coisa mais bonita do mundo, mais bonita do que a beleza, é a diferença.
Suponhamos que o leopardo é o animal mais bonito da terra. Mais bonito do que ver cem leopardos juntos é ver um leopardo rodeado de outros animais, feios ou bonitos. Bonito, bonito é um leopardo ao pé de um ornitorrinco, um ornitorrinco ao pé de um flamingo, um flamingo ao pé de um crocodilo. É por isso que a ideia da Arca de Noé é tão comovente. Noé não escolheu os animais mais bonitos, nem os mais úteis, nem os mais fortes. Escolheu dois de cada espécie, não porque tivessem alguma qualidade particular, mas por serem diferentes dos demais.
Ser diferente é uma qualidade só por si. Só por ser diferente tem de ser defendido. Acontece, porém que vivemos num tempo igualitário, unificador e racionalista em que as diferenças que ainda existem tendem a ser abolidas”.

Miguel Esteves Cardoso «O Sabor Está na Diferença»