Reler

14 Agosto 2009

As férias permitem-nos justamente dispor de mais tempo para as coisas que realmente amamos.

Entre as coisas boas e necessárias à vida, a leitura ocupará certamente um lugar destaque.

Talvez há vinte anos, li um dos livros que me marcou profundamente. Hoje tropeçei nele e tinha lá sublinhado a seguinte frase:

“Vivendo se aprende; mas o que se aprende, mais, é só a fazer outras maiores perguntas”

João Guimarães Rosa, Grande Sertão: Veredas.

Anúncios

Partilho esta magnífica história publicada hoje no Público.

View this document on Scribd

“A coisa mais bonita do mundo, mais bonita do que a beleza, é a diferença.
Suponhamos que o leopardo é o animal mais bonito da terra. Mais bonito do que ver cem leopardos juntos é ver um leopardo rodeado de outros animais, feios ou bonitos. Bonito, bonito é um leopardo ao pé de um ornitorrinco, um ornitorrinco ao pé de um flamingo, um flamingo ao pé de um crocodilo. É por isso que a ideia da Arca de Noé é tão comovente. Noé não escolheu os animais mais bonitos, nem os mais úteis, nem os mais fortes. Escolheu dois de cada espécie, não porque tivessem alguma qualidade particular, mas por serem diferentes dos demais.
Ser diferente é uma qualidade só por si. Só por ser diferente tem de ser defendido. Acontece, porém que vivemos num tempo igualitário, unificador e racionalista em que as diferenças que ainda existem tendem a ser abolidas”.

Miguel Esteves Cardoso «O Sabor Está na Diferença»

  1. ACONTECIMENTO BOMBÁSTICO

Um grande, inesperado e insólito caso ocorreu nesta escola… Imagina-o cheio de pormenores quase inexplicáveis!

Adoptando uma posição de narrador não-participante, prepara-te para narrar esse acontecimento. Deves ter presente que a tua missão é a de um implacável detective, cuja missão é descobrir esse estranho caso ocorrido na nossa escola.

Relembro que ter presente as categorias da narrativa pode ajudar para redigires o teu texto. Sublinho ainda que o processo de escrita deve obedecer à planificação, redacção e revisão textual.

2.  PLANETA TERRA EM PERIGO

    Já não é novidade nenhuma para ninguém: o planeta Terra está mergulhado em ondas de poluição que vão devastando tudo o que encontram. O grande problema é que as soluções implicam uma viragem radical no modo de pensar das pessoas, o que não é possível num curto espa­ço de tempo! E a Terra está a morrer aos poucos.

    Escreve uma carta na qual apelas à consciência das pessoas para que parem de destruir o único local que temos para viver.

    Deves naturalmente ter presente a estrutura da carta.

    Produção escrita

    28 Maio 2009

    Um dia de férias, numa grande viagem de comboio que te aventuraste fazer, ficas surpreendido com a chegada de uma rapariga cega que se senta ao teu lado.

    Depois das apresentações iniciais, narra uma história que a rapariga te contou e, ao mesmo tempo, vai descrevendo o que vês dentro e fora da carruagem.

    Bom trabalho!

    Este ano pensei que poderíamos oferecer um livro às nossas mães.

    Para isso sugiro que explorem esta ferramenta. Caso tenham dúvidas, deixem aqui um comentário.

    Participem!

    Entrem por aqui.

    Palíndromo e Tautologia

    27 Abril 2009

    Um palíndromo (capicua)  é uma palavra ou um número que se lê da  mesma maneira nos dois sentidos normalmente, da esquerda para a direita e ao  contrário.

    Exemplos: OVO, OSSO, RADAR. O  mesmo se aplica às frases, embora a coincidência seja tanto mais difícil de conseguir quanto maior a frase; é o caso do  conhecido:

    SOCORRAM-ME, SUBI NO ONIBUS EM MARROCOS.

    ANOTARAM A DATA DA MARATONA.

    ASSIM A AIA IA A MISSA.

    A DIVA EM ARGEL ALEGRA-ME A VIDA.

    E tautologia, sabem o que é?
    É o termo usado para definir um dos vícios de linguagem. Consiste na repetição de uma ideia, de maneira viciada, com palavras diferentes, mas com o mesmo sentido.

    – elo de ligação
    – acabamento final
    – certeza absoluta
    – quantia exacta
    – juntamente com
    – em duas metades iguais
    – sintomas indicativos
    – outra alternativa
    – detalhes minuciosos
    – anexo junto à carta
    – de sua livre escolha
    – superávit positivo
    – todos foram unânimes
    – conviver junto
    – facto real
    – encarar de frente
    – multidão de pessoas
    – amanhecer o dia

    Nota que todas estas repetições são dispensáveis. Por exemplo, ‘”surpresa inesperada”‘. Existe alguma surpresa esperada?  É óbvio que não!
    Devemos evitar o uso das repetições desnecessárias. Fica atento às expressões que utiliza no seu dia-a-dia.