No dia 30 de Maio ocorreu a semifinal do Concurso Nacional de Leitura. Consistia em 3 provas. A primeira era responder correctamente, com Verdadeiro ou Falso, a uma afirmação acerca das obras lidas (“O Fogo e as Cinzas” de Manuel da Fonseca; “Diário de Anne Frank” de Anne Frank; “A História Interminável” de Michael Ende). Na segunda prova foi-nos dado um cartão com um excerto de um dos livros. Depois da leitura, foi-nos pedido a identificação do autor e da obra da qual o excerto fora retirado. O júri, constituído por 4 elementos, estava encarregue da pontuar a leitura. Cada um atribuiu aos concorrentes uma pontuação de 0 a 20 pontos, em função da correcção da leitura, dicção, expressividade e correcta identificação da obra e autor. Na terceira e última prova, com uma palavra que aparecia aleatoriamente no ecrã, os concorrentes tinham de escrever uma frase, num minuto, relacionada com o conteúdo de uma das obras, em que essa palavra entrasse obrigatoriamente. Novamente o júri pontuou cada frase. Os pontos acumulados das 3 provas definiram os 12 melhores concorrentes do Ensino Básico e os 12 melhores concorrentes do Ensino Secundário, dos 72 alunos que participaram ao todo.

No dia seguinte, 31 de Maio, ocorreu a final. Duas das provas da fase anterior mantiveram-se: leitura e expressão e escrita e criatividade. Na terceira prova cada concorrente dispunha de 30 segundos para argumentar sobre um livro (de entre os propostos pelo Concurso) e convencer o público a lê-lo. Mais uma vez o júri pontuava. Os 6 melhores do Ensino Básico e os 6 melhores do Ensino Secundário passavam para a Finalíssima.

(Este texto foi escrito pela Helena. Falta acrescentar que a Helena só foi eliminada no acesso à final).

Boa Sorte, Helena!

30 Maio 2009

As provas da Final Nacional do Concurso Nacional de Leitura realizam-se nos dias 30 e 31 de Maio de 2009 em Lisboa.
A final nacional do Concurso será transmitida pela RTP.

Desejamos-te muitas felicidades, Helena!

A prova escrita do Concurso Nacional de Leitura (2ª fase) decorreu no dia 7 de Março, pelas 10h00, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, em Braga.

Estou muito feliz por ter acompanhado, nessa manhã de sábado, a Helena, a Sofia e o Pedro. São estas iniciativas que nos fazem acreditar na importância de participar, mesmo que não se ganhe. Antes de tudo, os três participantes merecem a minha admiração, porque para além de serem grandes leitores, nunca esqueceram que juntos somos mais fortes, mais capazes.

A Helena foi a vencedora do Concurso Nacional de Leitura – fase distrital. Por isso os nossos parabéns! Obrigado, Helena!

Qual é o livro?

18 Março 2009

Aquando da visita da doutora Altina Ramos à nossa escola, para além do que aprendemos e do interesse do encontro, teve ainda a amabilidade de nos oferecer  um livro.

Como todos os momentos são importantes para falarmos de livros e de leituras, sugiro um desafio: não vou dizer o nome do autor, nem o título , apenas algumas pistas para descobrirem o livro oferecido pela doutora Altina Ramos.

Então, posso adiantar-vos que este livro narra a história de um amor de dois jovens, Florentino Ariza e Fermina Daza, cujas diferenças sociais os vão separar. Além disso o autor deste romance faz um apelo desesperado à vida contra a morte, do amor total contra a solidão.

Se concordarem, quem primeiro acertar no nome do autor e da obra e simultaneamente escrever a melhor frase sobre esta obra, ser-lhe-á oferecido o livro.

Boas pesquisas!

É já amanhã, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, em Braga, que o Pedro Ribeiro, a Helena Costa e a Sofia Vale participarão na 2.ª fase do Concurso Nacional de Leitura. Eu também estarei lá a torcer para que seja uma boa experiência.

Boa sorte!

eLearning Awards

29 Janeiro 2009

O Blogue Língua Portuguesa foi reconhecido como um dos melhores 70 projectos  desenvolvidos a nível europeu, pela European Schoolnet. Esta associação promove o concurso eLearning Awards, dirigido a todas as escolas europeias, em que o objectivo é premiar os melhores projectos realizados nas escolas utilizando as TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação).

Parabéns a todos os alunos do 9.º ano e a todos os colaboradores deste blogue.

Obrigado.

Casa das Linguagens

22 Janeiro 2009

1.
Objectivos

A construção de um projecto como a revista Casa das Linguagens exige sempre a superação das metas alcançadas anteriormente. Face ao pressuposto, só a inovação e o empenho de toda a comunidade educativa pode trazer realmente um nível qualitativo, cujo resultado constitua motivo de satisfação global.

Um dos desafios para este ano surgiu na sequência da ONU ter proposto que “o Ano Internacional da Astronomia 2009 (AIA2009) será uma celebração global da astronomia e da sua contribuição para a sociedade e para a cultura, estimulando o interesse a nível mundial não só na astronomia, mas na ciência em geral, com particular incidência nos jovens”.

E um dos objectivos nucleares do AIA2009 é, antes de mais nada, “uma actividade para os cidadãos do Planeta Terra. Pretende transmitir o entusiasmo pela descoberta pessoal, o prazer de partilhar conhecimento sobre o Universo e o nosso lugar nele e a importância da cultura científica”.

Proponho, assim, que o n.º 4 da revista Casa das Linguagens reserve um espaço exclusivo para que se publiquem trabalhos (escritos ou pictóricos) dentro desta temática. Foi também decidido que o melhor trabalho será enviado para a Sociedade Portuguesa de Astronomia e destacado no próximo número da nossa revista.

Descobre o teu Universo!

2.
Concurso Capa

No ano passado, a capa para a revista foi seleccionada de entre vários trabalhos realizados pelos alunos os alunos do 8.º ano, na disciplina de Educação Visual.
Para o n.º 4 da revista Casa das Linguagens esperamos propostas de todos os níveis de ensino. Caso decidam apresentar trabalhos, agradecemos que nos possam facultar os trabalhos originais.

3.
Foto de Grupo/Turma

Tendo em conta a boa receptividade em relação às fotos do grupo/turma de todo o agrupamento, sugerimos que cada uma das turmas/escola crie um cenário que possibilite fazer o melhor enquadramento fotográfico. Devem ter em conta que se optarem por um lugar interior, devem ter presente que deve ser bem iluminado.