Paulo M. Miranda Faria, licenciado em Humanidades pela Universidade Católica Portuguesa (Latim e Língua Portuguesa) lecciona a disciplina de Língua Portuguesa; concluiu o mestrado em História e Cultura Medievais, na Universidade do Minho, na área da Literatura Portuguesa; Doutorando em Ciências da Educação, na Universidade de Salamanca, centra a sua investigação na avaliação, eficiência e qualidade na escola. No âmbito da sua área de docência tem fomentado o uso das tecnologias em contexto educativo. Tem publicado alguns trabalhos sobre a integração curricular das TIC na disciplina de Língua Portuguesa.

 

15 Responses to “Acerca de mim”


  1. Exmo Senhor

    Parabéns.
    Gostaríamos de propor colaboração com http://www.observatoriolp.com/
    e participação em http://groups.google.com/group/observatorio-lp?lnk=iggc
    Um abraço

    Francisco Nuno Ramos

  2. Paulo Faria Says:

    Farei a minha inscrição, como sugere, e darei o meu contributo dentro das minhas limitações.
    Agradeço o convite.
    Paulo Faria


  3. Bem, vejo que o meu colega e amigo Francisco te encontrou…
    Paulo, poderás dialogar com ele via INTERACTiC 2.0. Ele também é membro.
    Abraço

  4. Cristina F. Says:

    Paulo, descobri o seu blogue por “acidente”, mas quero felicitá-lo pelo excelente trabalho desenvolvido.
    Desde o início deste ano que ando às voltas com a criação de um blogue semelhante com os meus alunos, mas os constrangimentos são enormes. 5% dos alunos com computador, 9% com endereço electrónico, 2% com net… Estou a reformular a minha ideia inicial e, desde já, agradeço as contribuições. Também sou de LP.

    Cristina

  5. Paulo Faria Says:

    Olá, Cristina, obrigado pelas suas palavras. Entretanto, podemos trocar umas ideias sobre assunto se achar oportuno.

  6. Rita Says:

    Olá Paulo,

    Muitos Parabéns pelo seu blog. Tive vontade de voltar a ter 15 anos e ter um professor de Português como o Paulo.

  7. Joana Vasconcelos Says:

    Olá Professor!

    Foi com enorme prazer que o encontrei… Especialmente por ter contribuído para a minha formação ao nível da Língua Portuguesa e não só.
    Participei em várias actividades consigo, de referir o Grupo de Teatro “Abracadabra” em Castelo de Paiva, entre outras…
    Já foi há alguns anos.
    Muitos parabéns pelo seu percurso.
    Joana Vasconcelos

  8. Paulo Faria Says:

    Olá, estimada Joana!
    Que magnífica surpresa!
    Lembro-me muito bem de ti e dos anos fantásticos que passei em Castelo de Paiva. Por imperativos pessoais e profissionais optei por novos rumos e aqui estou: a lutar por ser feliz.
    Tenho desenvolvido um projecto, designado por bookcrossingEBi, aberto a todos aqueles que gostam de ler e partilhar as suas leituras. Posso contar contigo?
    Até breve.

  9. alicy Says:

    eu gostaria de um texto dramatico

  10. Teresa Pombo Says:

    Olá Paulo. Volto ao teu blogue depois de passar pela página da vossa escola e de folhear a “A casa das linguagens”. Tudo o que sai das tuas mãos, da vossa escola… tem uma qualidade excelente. Muito, muito boa. Gostei da revista e percebi que, dada a periodicidade anual acaba por funcionar como um “year book” e com uma página web tão boa e tão actualizada a questão das notícias vai ficando bem resolvida. Não me recordo se já tenho o teu email, provavelmente sim pois penso que foi assim que nos conhecemos a propósito do “Gato malhado” mas aproveito para referir aqui que gostaria de contactar com o webmaster da vossa página do agrupamento. É o colega Aires Vaz também de LP? gostava de o felicitar mais pessoalmente e de pedir uns esclarecimentos pois para mim a vossa é uma das melhores homepages de escola que conheço e eu gostava de renovar a da minha escola com o joomla.
    Se puderes ajudar, agradeço. Aliás, agradeço desde já😀 pois visitar-vos é um enorme ensinamento e incentivo. Sabes onde me encontrar, nos blogues, na página, na interactic.ning🙂
    Beijinho e boas férias!

  11. Cândido Oliveira Martins Says:

    Caro Paulo Faria:

    Já antes te felicitei por mail; mais nunca é demais apreciar trabalhos tão positivos como os que tens desenvolvido.

    Parabéns triplos, primeiro pelo notável trabalho desenvolvido com os alunos da sua escola através da ferramenta do blog; segundo, igualmente pela bonita edição da revista Casa das Linguagens; terceiro, pela iniciativa do bookcrossing.

    Só com professores competentes e empenhados; e com alunos motivados e trabalhadores poderemos melhorar o nível do ensino da língua e da literatura portuguesas.

    Um abraço amigo,
    Cândido Oliveira Martins

  12. Rita Zurrapa Says:

    Caro colega,
    Mais uma vez a equipa ERTE (ex CRIE) entra em contacto consigo e com os seus alunos.

    Agradecemos os postais enviados por vós e desde já nos comprometemos a enviar mais software.

    Até breve

  13. Hilário de Sousa Says:

    Caro Paulo,
    Ocasionalmente, a Professora Altina Ramos falou-me hoje em ti e no teu blogue. Há quantos anos…! Cheio de curiosidade, dei logo uma vista de olhos ao teu trabalho e vejo com muito agrado a tua paixão pelos alunos, pelo ensino, pela nossa querida língua portuguesa…, uma verdadeira vocação que já antes identificara e que se confirma, integralmente.
    Bem-haja e muitos parabéns pelo fantástico trabalho.
    Um enorme abraço,
    Hilário de Sousa

  14. Margarida Graça Says:

    Parabéns pelo Blog!

    Descobri-o ao acaso.

    Gostava de compreender como promove a escrita colaborativa junto dos seus alunos.

    Como promove a construção de uma história, por um grupo de alunos?

    Muito obrigada

    Margarida Graça – professora S/3

  15. IVO FLORES Says:

    Ex.mo Senhor,
    Há anos atras dediquei-me a musicar um extenso repertório de poemas, extraídos dos manuais escolares, que posteriormente o interpretei no decorrer de múltiplos recitais apresentados em várias universidades, de norte a sul do país, no Centro cultural de Belém, na RTP, bibliotecas, e outros espaços culturais.
    Recentemente, estou a gravar um Cd onde pretendo incluir um poema de Almeida Garrett, que nunca havia antes interpretado. Esse poema, não tinha titulo:
    Vede em mim funesto exemplo,
    Vós que amores loucos seguis;
    Penei séculos inteiros,
    Pouco tempo fui feliz.

    Belos astros do meu fado,
    Dois olhos meigos, gentis,
    Já para mim não fulgaram,
    Pouco tempo fui feliz.

    Enquanto, amor, em tuas aras
    Curvei, humilde a cerviz,
    Foi constante o meu tormento,
    Pouco tempo fui feliz.

    Venturoso o que seus ferros
    Não conhece, não maldiz,
    Mostrou-me a razão cruel,
    Pouco tempo fui feliz.

    Prazeres de fantasia,
    Ah, nem vós já me iludis;
    ‘Té mesmo no meu delírio
    Pouco tempo fui feliz.

    Breve espaço a flor mimosa
    Conserva o lindo matiz;
    Foi como ele a minha glória,
    Pouco tempo fui feliz.
    Hoje ser-me-á muito difícil encontrar o livro onde fui buscar o poema e muitas tentativas para encontrar a redacção deste ou alguém que o conheça, tornaram-se-me infrutíferas..
    O verso ” Já para mim não fulgaram,” ou concretamente a palavra fulgaram, suscita-me algumas duvidas: do momento da recolha do poema até ao dia em que comecei a musicá-lo decorreram vários anos e hoje fico preso na ideia que cometi uma gralha, por lapso, ao transcrever o verso, mas não tenho a certeza: eu não sei se deve escrever-se “folgaram”, em vez de “fulgaram”.
    Não consigo verificar a que compilação de poesia pertence o poema. Pelo conteúdo colocá-lo-ia logo na compilação FOLHAS CAÍDAS ou na FLORES SEM FRUTO, mas não faz parte. Também verifiquei na LÍRICA DE JOÃO MÍNIMO e até no CANCIONEIRO, mas sem sucesso. Poderá pertencer a outras compilações menos conhecidas como POEMAS DISPERSOS, que eu não encontro.
    A forma verbal FULGARAM, partindo do pressuposto que não houve lapso na transcrição do original, tendo a considerá-la uma adaptação a do verbo FULGURAR, que terá resultado nesta forma devido a questões de rima.(É apenas uma hipótese!) Os versos são todos de 7 sílabas. A eliminação ou acrescentamento de sílabas eram frequentes por esse motivo.
    Vivo em França desde há sete anos, o que me torna difícil uma pesquisa para a resolução desta dúvida.
    Agradeço, desde já, um esclarecimento sobre a questão ou que me forneça o contacto de eventuais pessoas que me possam ajudar neste sentido.
    Atenciosamente,
    IVO FLORES
    ivoflores@hotmail.com


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: