Preparação para o teste

30 Janeiro 2009

Abrimos aqui mais uma janela para possíveis dúvidas que possam surgir durante a preparação para o teste de Língua Portuguesa.

*Compreender os episódios: “Inês de Castro”; “Batalha de Aljubarrota”, “Despedidas de Belém”; “Adamastor”; “Tempestade”; “Chegada à Índia”;
*definir a acção central destes episódios de Os Lusíadas;
*
identificar e explicar recursos estilísticos e a sua expressividade (metáfora, aliteração, eufemismo, comparação, hipérbole, hipálage, personificação, sinédoque, perífrase);
*identificar
os planos da acção (História de Portugal, Deuses, Viagem; considerações do poeta);
*
Distinguir o valor do emprego do pretérito perfeito e imperfeito (p. 225 e 291);
*
analisar morfológica (atenção às conjunções e locuções conjuncionais) e sintacticamente (especial atenção às subordinadas temporais, causais, relativas, concessivas, comparativas, condicionais, consecutivas, finais e relativas);

* distinguir o pronome relativo;
*
produzir textos de opinião / descrição.

96 Responses to “Preparação para o teste”

  1. Dulce Enes Says:

    Ola professor

    Obrigado por ter colocado os tópicos para o teste.

    Bom fim-de-semana.

  2. Luísa Freixo Says:

    Obrigado pelos tópicos. Vão ser bastante úteis.

    =D

  3. Sandra Gonçalves Says:

    Obrigada professor. Os tópicos são uma boa ajuda para a nossa preparação.

    😀

  4. Paulo Faria Says:

    Não têm que agradecer. Já sabem que estarei disponível durante o fim-de-semana para tirarem alguma dúvida que possa aparecer.
    Bom trabalho e bom fim-de-semana.

  5. Ana Gomes Says:

    Obrigada pelos tópicos, ajudaram bastante.
    🙂


  6. Bom dia professor.
    Eu tenho uma duvida. O que é a função emotiva e a função apelativa da linguagem.
    Aguardo resposta.

  7. Rafaela Rodrigues Says:

    Olá professor
    Tenho uma duvida, qual é acção central do episodio”adamastor”.

  8. Dulce Enes Says:

    Ola Andreia

    Procurei no livro do ano passado e encontrei la a resposta à tua pergunta.

    Função emotiva: Centrada no emissor, destina-se a transmitir a sua maneira de pensar, a expressão da sua atitude. Neste caso, deve ser quando Vasco da Gama ou Luís de Camões dão a sua opinião acerca do episódio que estão a descrever.

    Função apelativa: tem o seu eixo de acção no destinatário ou receptor e pretende captar a sua atenção ou alterar o seu comportamento. Neste caso, será quando o narrador pretende apelar à atenção do leitor/ouvinte d’Os Lusíadas.

    Não sei se está correcto, mas espero ter ajudado.

    Aguardo também a resposta do professor.


  9. Obrigado Dulce penso que já não volto a ter dúvidas nisto.

  10. Dulce Enes Says:

    De nada Andreia.

    Ainda bem.
    🙂

  11. João Fernandes Says:

    Para este teste temos de saber estes tipos de funções (Função emotiva…) ??
    Aguardo uma resposta.
    Gostava de agradecer por ter colocado os tópicos.

  12. Dulce Enes Says:

    Olá João

    Sabes-me dizer quais sao os planos centrais de todos os episódios?

    Aguardo resposta.

  13. Daniel Enes Says:

    Boa tarde!!
    Também estou com a mesma dúvida do que a Dulce.
    Será que podia explicar?
    Aguardo resposta.

  14. Sofia Vale Says:

    Boa tarde,

    No episódio de Adamastor, estão presentes os 3 planos, plano da viagem, plano mitológico e plano da história de Portugal.
    Porque razão o plano da história de Portugal também faz parte do espisódio “Adamastor”?

    Aguardo resposta.

    Bom fim de semana, e bom estudo para todos:P

  15. Diana Sá Says:

    Boa tarde,

    No episódio “Adamastor” o momento simbolicamente mais importante do percurso é a passagem no Cabo das Tormentas. No episódio “Tempestade” o ponto mais alto da acção é quando diante a prespectiva de naufrágio, em nome de todos os marinheiros Vasco da Gama recorre à “divina guarda”.

    Não tenho a certeza, mas creio que é assim.
    Espero ter ajudado.

  16. Dulce Enes Says:

    Olá Diana.

    A mim ajudou, Muito Obrigado!!!

    Bom estudo!

  17. Diana Sá Says:

    Sofia, o plano da história de Portugal faz parte do episódio “Adamastor” porque encontram-se momentos em que se apresentam factos da história de Portugal, ou seja a passagem pelo Cabo das Tormentas.
    Acho que é por essa razão.🙂

  18. Daniel Silva Says:

    Boa Tarde,

    Faça um teste fácil prof. É dificíl isto.

    Um abraço.

  19. Diana Sá Says:

    De nada Dulce🙂

    É bom saber que fui útil.

  20. João Fernandes Says:

    Desculpa só responder agora. Concordo com a Diana. Mas acrescento os episódios de qual ela não referiu. De Inês de Castro a acção central é a sua morte, quando ela dá razões para não ser morta. Da Batalha de Aljubarrota é durante a Batalha e quando os Espanhóis mostram os seus sentimentos de mágoa, desonra…
    Espero ter ajudado.

  21. Daniel Silva Says:

    É isso é jonny.Nem apareces no msn mano.
    Teste de port.

  22. Dulce Enes Says:

    Olá João.

    Obrigada.

    A tua resposta foi muito útil.

    Bom estudo.

  23. Dulce Enes Says:

    Qual é a acção principal das “Despedidas em Belém”?

    Aguardo resposta.

  24. carla enes Says:

    Olá

    Agradeço por ter colocado os tópicos para o teste e também agradeço aos meus colegas terem respondido às dúvidas de outros colegas, em que eu também tinha dúvidas.

    Professor, se não se importasse podia também colocar exercícios como fez para o outro teste.

    Aguardo uma resposta.

  25. Gabriel Vilas Boas Says:

    Boa tarde!
    Dulce eu penso que a acção central seja quando a armada portuguesa parte de Portugal para a longa viagem, para descobrir o caminho marítimo para a Índia.
    Penso que seje isto.🙂

  26. Dulce Enes Says:

    Olá Gabriel.

    Agora já sei e concordo com a tua resposta.

    Muito Obrigada!

    Bom estudo!

  27. Gabriel Vilas Boas Says:

    De nada, ainda bem que a minha ajuda foi útil.
    Bom estudo, também para ti.:-)

  28. Gabriel Vilas Boas Says:

    Quais os planos prerentes no episódio “Batalha de Aljubarrota”? E porquê?
    Aguardo rerposta.

  29. Dulce Enes Says:

    É o plano da História de Portugal, não é?

  30. carla enes Says:

    Na minha acho que é só um, Plano da História de Portugal porque a Batalha de Aljubarrota foi uma das mais importantes da época medieval.

    Acho que é isto.

  31. carla enes Says:

    Na minha opinião acho que é só um, Plano da História de Portugal porque a Batalha de Aljubarrota foi uma das mais importantes da época medieval.

    Acho que é isto.

  32. Diana Sá Says:

    Ga, a Batalha de Aljubarrota insere-se, no plano da história de Portugal, cujo tema central é a guerra. É um episódio bélico, pois fala de essencialmente de guerra.

  33. Gabriel Vilas Boas Says:

    Obrigado Dulce e Carla.
    Continuação de um bom estudo😛

  34. Dulce Enes Says:

    De nada Gabriel!

    Obrigada e igualmente.

  35. carla enes Says:

    De nada.

    Obrigada e igualmente.

    Bom estudo para todos

  36. Paulo Faria Says:

    Ora, bem, em primeiro lugar,isto promete!

    Neste ponto tenho já bastante dificuldade em responder individualmente. As respostas que foram dadas uns aos outros estão, globalmente, bem dadas.

    Estou a fazer uma pesquisa de exercícios acerca dos episódios que analisámos. Logo que possa, faço um novo post.

    Há mais gente que pode dar uma ajuda. Onde andam?

    Até já!

  37. Sofia Vale Says:

    Olá
    Muito obrigado Diana!

  38. Dulce Enes Says:

    Obrigada professor.

    Aguardo esse post.

    Continuação de bom fim-de-semana.

  39. Diana Sá Says:

    Caros colegas

    Sugeria que realizassem a ficha nº 4 http://www.deemo.com.pt/exercicios/pt/9/lp_lusiadas4.htm

    Bom fim de semana e não se esqueçam de aproveitar para estudar, pois vamos ter uma longa semana pela frente.:)

  40. Diana Sá Says:

    De nada, pesquisei encontrei muitas fichas mas foi sobre o “Consilio dos Deuses”.
    Achei que essa podesse ser útil.

  41. Daniel Enes Says:

    Obrigado Diana

  42. Gabriel Vilas Boas Says:

    Obrigado Diana.
    E bom estudo para todos.
    Continuação de um bom fim-de semana.

  43. carla enes Says:

    Quais são os planos do episódio “Chegada à Índia”?

    Bom estudo para todos!!!

  44. Daniel Enes Says:

    Estou com a mesma dúvida do que a Carla.
    Penso que é o Plano da Viagem e Plano da História de Portugal.
    Aguardo resposta.
    Bom estudo para todos!!!

  45. Dulce Enes Says:

    Olá

    Eu acho que é o plano da História de Portugal, mas estou em dúvida se também não faz parte do plano da Viagem. Melhor dizendo, concordo com o Daniel.

    Aguardo confirmação.

    Bom estudo para todos!🙂

  46. Gabriel Vilas Boas Says:

    Também concordo com Daniel e com a Dulce. Mas também não tenho a certeza.

    Bom estudo pessoal:-D

  47. Daniel Enes Says:

    Obrigado pelas respostas!!!

    Continuação de um bom estudo…

  48. carla enes Says:

    Obrigada ao Daniel, Dulce e Gabriel por esclarecerem a minha dúvida.

    Bom estudo!

  49. Gabriel Vilas Boas Says:

    De nada Enes. No que puder ajudar.

    Bom estudo pessoal

  50. Dulce Enes Says:

    Sim, obrigada a todos por terem esclarecido a dúvida.

    Nós os 4 na verdade, até somos inteligentes 🙂

    vai correr bem o teste🙂

    boa sorte para todos🙂

  51. Gabriel Vilas Boas Says:

    Só mesmo tu Dulce:-D, pois vai. Boa sorte para todos.

  52. Dulce Enes Says:

    Eu sei eu sei Gabriel!!!

    🙂

  53. carlaenes Says:

    Obrigada por esclarecerem todas as minhas dúvidas.

    Boa sorte para todos!!!

  54. Diana Sá Says:

    Boa noite, para o teste só sai as figuras de estilo referidas nos objectivos? (Apostrofe, Antítese, anafora, pleonasmo, entre outras não estão mencionadas nos objectivos. Não sai?)

    Aguardo a resposta

  55. Diana Sá Says:

    Boa noite, para o teste só sai as figuras de estilo referidas nos objectivos? (Apostrofe, Antítese, anafora, pleonasmo, entre outras; não estão mencionadas nos objectivos. Não sai?)

    Aguardo a resposta

  56. Paulo Faria Says:

    Olá, Diana.
    de facto essas figuras de estilo também foram objecto de análise e como tal há a possibilidade de serem questionadas no teste.

    Estou muito contente pelo empenho que manifestaram, sobretudo porque revelam capacidade de pesquisa, de trabalho autónomo e de um espírito de solidariedade, que aprecio muito.

    Obrigado a todos que participaram.

  57. João Fernandes Says:

    Boa noite!
    Estou com uma dúvida.
    Nos versos: “Estavas, linda Inês, posta em sossego/De teus anos colhendo doce fruito/Naquele engano ledo e cego/Que a fortuna não deixa durar muito”

    Explica o emprego do pretérito imperfeito do indicativo e do gerúndio.

    Como é que respondo a esta pergunta?

    Aguardo uma resposta.

  58. Paulo Faria Says:

    Existe, no vosso manual, na página 291 uma síntese muito bem feita acerca do emprego dos tempos verbais. Verifiquem, por favor.

    Outro assunto: alguém resolveu alguma webquest das que sugeri?

  59. João Fernandes Says:

    Obrigado!
    Sim, eu resolvi.

  60. Diana Sá Says:

    João,

    Na minha opinião ambas transmitem ideias parecidas.

    “O pretérito perfeito transmite a ideia de uma acção durativa, que se liga à permanência, ao arrastamento do tempo.” (Está no caderno)

    “Gerúndio: indica uma ação em andamento, um processo verbal ainda não finalizado.” (Como podes observar neste site http://pt.wikipedia.org/wiki/Ger%C3%BAndio)

  61. João Fernandes Says:

    Obrigado, Diana!🙂

  62. Diana Sá Says:

    Eu também resolvi.
    Mas neste momento estou a reler os episódios analisados, e identificar os recursos expressivos.

  63. Diana Sá Says:

    Deixo aqui este site porque achei importante, pois resume o que aconteceu em cada episódio.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Os_Lus%C3%ADadas

  64. Danie Enes Says:

    Obrigado Diana, tabém me tiras-te a duvida!

  65. Danie Enes Says:

    Obrigado Diana, também me tiras-te a duvida!

  66. Diana Sá Says:

    De nada.🙂

  67. Danie Enes Says:

    Boa sorte para todos para o teste!!!!!!!!!

  68. João Fernandes Says:

    Também desejo boa sorte para todos!🙂

  69. Diana Sá Says:

    Estou com dificuldades em uma figura de estilo, a sinédoque. Alguem me ajuda?

  70. Gabriel Vilas Boas Says:

    Diana a sinédoque é quando tens por ex.: “Que, da Ocidental praia Lusitana” – isto está a referir-se a Portugal. Ou seja, é a parte por um todo.

    Espero ter ajudado.
    Boa sorte para o teste!

  71. João Fernandes Says:

    Sim, Diana. Concordo com a explicação do Gabriel.
    E dou outro exemplo: “Do furor Mauro, fosse alevantada…”

    Refere-se aos Mouros…

    Espero ter ajudado.

  72. Danie Enes Says:

    Sim ambos esplicaram bem.
    Estou de acordo com eles….

  73. Daniel Enes Says:

    Sim ambos explicaram bem.
    Estou de acordo com eles….

  74. Diana Sá Says:

    Professor a Isabel pediu-me que colocasse as seguintes questões:

    1- “Naquele engano da alma,ledo, cego” é uma antítese porquê?

    2- Os episódios “Despedidas em Belém” e “Chegada à Índia” estão inseridos em que plano?

    Aguardo a resposta.

  75. Diana Sá Says:

    Obrigados a todos, foram muito úteis.
    Para ti também Ga🙂

  76. Diana Sá Says:

    Mas como justificamos?

  77. Dulce Enes Says:

    Eu também resolvi algumas, não todas.

    🙂

  78. Dulce Enes Says:

    Diana,

    Obrigado pelos sites que tens vindo a sugerir, tem dado muito jeito.
    🙂

    Obrigada e Boa Sorte para todos!😀

  79. Paulo Faria Says:

    Resposta à Isabel.
    Penso que a tua dúvida estará em “ledo” e “cego”. Se tivermos em conta o contexto, “ledo” quer dizer alegre e “cego” é uma característica negativa. Daí o estado de espírito contraditório (antítese).

  80. João Fernandes Says:

    A 1ª é antítese pois ledo e cego são termos contrários.

    Os episódios penso que estão inseridos no plano da viagem (ambos).

    Espero ter ajudado,Diana.

    Boa sorte para todos!

  81. Daniel Enes Says:

    Concordo com o João, mas penso que o episódio “Chegada à India”, também está inserido no Plano da História de Portugal, mas não tenho a certeza.

    Boa sorte a todos!🙂

  82. João Fernandes Says:

    Sim, Enes também concordo. Naquela altura não me estava a lembrar desse plano no episódio “Chegada à Ìndia”, mas julgo que o plano da História de Portugal faça parte.

    Boa Sorte para todos!
    🙂

  83. Dulce Enes Says:

    Eu concordo com os dois, Daniel e João. Afinal os Lusíadas são escritos numa que leva à descoberta do caminho marítimo para a Índia, logo, faz parte da História de Portugal. (Não está muito bem explicado, mas acho que os meus colegas já disseram tudo o que havia a dizer).😀

    Boa sorte para todos.😀

  84. Diana Sá Says:

    Surgiu outra duvida à Isabel
    O Adamastor diz os casos acontecidos e que acontecerão futuramente aos portugueses. Mais precisamente quais são esses casos?

  85. Dulce Enes Says:

    Naufrágios e problemas com as embarcações devido à tempestade que irá aparecer. É isto???

    Não tenho a certeza.
    😀

    Aguardo resposta.

  86. Paulo Faria Says:

    Resposta à Isabel, sobre as profecias do Adamastor:
    – tempestade que há-de fustigar a armada de Pedro Álvares Cabral;
    – Naufrágio de Bartolomeu Dias;
    – Muitos outros naufrágios;
    – Naufrágio e morte de D. Francisco de Almeida;
    – Naufrágio dos Sepúlveda.

  87. Dulce Enes Says:

    Pois, foi mais ou menos o que eu disse em resumo.😀

    Obrigada Professor.

    😀

  88. Gabriel Vilas Boas Says:

    Diana o plano presente na chegada á Índia é as considerações do poeta.
    Bom teste para todos!

  89. Dulce Enes Says:

    Obrigada e igualmente!!!😀

  90. Altina Says:

    Estimados Paulo e alunos:

    A interacção cognitiva e socio-afectiva que estes quase cem comentários revelam é, para mim, uma referência em termos de interacção online! Estudar, ajudar, pedir ajuda, conviver aqui, mesmo quando se encontram diariamente, é uma prova da complementaridade entre o presencial e o online.
    Útil, saudável, brilhante!

    Parabéns a todos e uma palavra de grande admiração por esta gente jovem que tanto se empenha, trabalha e partilha quer aqui quer nos seus blogues pessoais!
    Geração … quê?🙂

    Altina

  91. Paulo Faria Says:

    Obrigado pelas suas palavras, professora Altina.
    De facto este espaço tem permitido uma interacção que nunca julguei que fosse possível. No entanto, sabe que nunca estamos contentes – porque queremos sempre mais, sobretudo, queremos atingir melhores resultados.

    Estou muito expectante acerca dos resultados que estes jovens conseguirão, nomeadamente no Exame Nacional. Pena é que muito do nosso trabalho não seja tido em conta…

  92. anonimo Says:

    poxa como se estuda tenho dez anos!!!!e tenho difilcudade em portugues!!!!!!!!!!!!!!!!!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: