Paulo Coelho e a Internet

14 Outubro 2008

O escritor brasileiro Paulo Coelho elogiou hoje as possibilidades que a internet abre à literatura e pediu às editoras que não vejam a rede como uma ameaça. Em conferência de imprensa, na abertura da Feira do Livro de Frankfurt, Paulo Coelho mostrou-se convencido de que o livro impresso durará pelo menos mais mil anos. O escritor mais traduzido do mundo contou as suas experiências na internet e comparou as repercussões da revolução digital com a revolução de Gutenberg.

“Devemos Zürich (Switzerland) - The Brazilian writer Paulo Coelho.à nova técnica de impressão o facto de tornar possível a troca de ideias e refazer o mundo de acordo com estas ideias”, declarou o autor de “A Bruxa de Portobello” referindo-se à invenção de Gutenberg.Paulo Coelho vê a evolução dos últimos dez anos, com o aparecimento da Internet e de novas plataformas para a difusão de ideias, como uma radicalização do processo de “democratização das ideias” iniciado por Gutenberg.
“Pouco a pouco as pessoas tomam consciência de que podem divulgar o que quiserem na rede, onde todos podem ver, e que são os seus próprios directores de programa”, declarou.
Na Internet “as pessoas trocam sem custos tudo aquilo que é importante para elas e esperam que isto também seja possível com os produtos de comunicação de massa”, o que é crucial para as indústrias relacionadas ao mundo da cultura.

Frankfurt, 14 Out (Lusa)

Reblog this post [with Zemanta]
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: