Beijo

2 Outubro 2008

O último poema proposto pela Rita, tem por título Beijo,e é do poeta João de Deus.

Beijo
Beijo na face
Pede-se e dá-se:
Dá?
Que custa um beijo?
Não tenha pejo:
Vá!

Um beijo é culpa,
Que se desculpa:
Dá?
A borboleta
Beija a violeta:
Vá!

Um beijo é graça,
Que a mais não passa:
Dá?
Teme que a tente?
É inocente…
Vá!

Guardo segredo,
Não tenha medo…
Vê?
Dê-me um beijinho,
Dê de mansinho,
Dê!

Guardo segredo,
Não tenhas medo
Pois!
Um mais na face,
E a mais não passe!
Dois…

Oh! dois? Piedade!
Coisas tão boas…
Vês?
Quantas pessoas
Tem a Trindade?
Três!

Três é a conta
Certinha e justa…
Vês?
E que te custa?
Não sejas tonta!
Três!

João de Deus

Anúncios

5 Responses to “Beijo”

  1. Ana Gomes Says:

    Gostei muito…

  2. Ana Rita Duarte Says:

    Obrigada pelo destaque do meu poma.
    Quando o li não sei explicar o porque, mas despertou uma certa alegria. Acho que é daqueles poemas mesmo muito engraçados que faz qualquer um pensar e sorrir.
    Bom fim de semana.


  3. O poema está muito bem escolhido… Gostei do poema!!!
    Fique bem
    Bom fim de semana

  4. Gabriel Vilas Boas Says:

    Só agora e que tive opurtunidade de vir ao blog, e este poema é simples mas espectacular… Adorei!
    Bom fim-de-semana para todos.

  5. carla enes Says:

    O poema no início não me chamou muito atenção.
    Achei mais engraçado quando começou a contar até três.

    Boa escolha, Rita!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: