Amor

10 Abril 2008

Agora que já lemos o texto dramático de Almada Negreiros, Antes de Começar, deixo-vos uma das passagens mais belas.

Dá-me a tua mão!… que os nossos corações sejam a repetição um do outro como é justo!… que as tuas mãos me tragam festas, me tragam paz… paz que se ganha!… (Pausa.) Dá-me as tuas palavras!… essas que tu guardas… essas palavras que não morrem, nem se matam!… essas que lembram o mar… o mar que nunca pára… o mar que não se cansa… o mar que insiste… o mar que não se gasta.

2 Responses to “Amor”


  1. Esta foi uma das passagens mais bonitas que li, no livro. É um livro muito interessante e educativo.


  2. Concordo com a minha colega Noémia, o livro é muito bonito e esta é uma passagem igualmente interessante.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: